A externalização dos inventários é uma autêntica ferramenta estratégica de gestão no setor do varejo.
Um estudo levado a cabo pela CM International para a Ivalis no fim de 2009 com cerca de 40 marcas do setor permitiu que se compreendessem os motivos para tal:

  • apoiar-se numa equipa que faz disso a sua profissão, uma organização totalmente consagrada nesta atividade e que conta com ferramentas perfeitamente adequadas para a sua execução;
  • fazer com que as equipes de vendas se concentrem na sua verdadeira atividade: as vendas;
  • evitar as tensões associadas à execução de inventários, em especial o trabalho noturno;
  • evitar o fechamento das lojas;.
  • garantir a confiabilidade e a homogeneidade dos processos aplicados;
  • controlar os custos, sobretudo os ocultos, que são particularmente frequentes nesta atividade: gestão do pessoal temporário e indefinido, horas extraordinárias, tempo de recuperação, lucros cessantes nas vendas, etc.

Já são milhares os responsáveis financeiros ou de lojas de todos os sectores de atividade no âmbito do varejo que optam por esta possibilidade.

Porque não você?

“Optar pela externalização do inventário é como utilizar um carro com câmbio automático; depois de se ter testado, nunca mais se quer renunciar ao mesmo”.

François P., responsável de loja em grandes armazéns especializados